NOTÍCIAS

Manuela participa de primeiro debate do segundo turno, na rádio Gaúcha

Manuela d’Ávila participou, na manhã desta quarta-feira (18), do primeiro debate do segundo turno das eleições municipais. O encontro foi promovido pela rádio Gaúcha.

Manuela falou sobre os impactos da pandemia na cidade e as negociações que pretende fazer para garantir a vacina contra o coronavírus assim que for eleita. “Temos um plano para enfrentar a crise já na transição, fazendo com que a segunda onda não chegue. Esse plano é, em primeiro lugar, fazer a gestão própria da vacina. Utilizaremos o Funcovid, do prefeito Marchezan, para garantir a testagem dirigida e evitar a ampliação do contágio”, salientou. 

Outro tema abordado foram os alagamentos no Humaitá e também no Sarandi. Manuela lembrou que Porto Alegre perdeu R$ 127 milhões para obras de macrodrenagem e, na gestão anterior, o então Departamento de Esgotos Pluviais (Dep) teve 10 mil serviços pendentes, além de escândalos de corrupção. “Precisamos buscar recursos nacionais e internacionais para resolver os alagamentos. Além disso, temos que ter a limpeza dos arroios, políticas de educação ambiental e reciclagem dos resíduos sólidos”, comentou. 

Perguntada sobre a Carris, Manuela reforçou que defende a gestão pública do transporte público e disse que foi a administração passada que fez a licitação permitindo que o transporte público tivesse a tarifa mais cara entre as capitais. “A Carris tem um papel central, ela que assumiu as linhas para os locais mais distantes na crise. Nós defendemos a carris pública, um fundo de mobilidade para o transporte, a retomada da gestão da câmara de compensação tarifária e a redução da tarifa”. 

No turismo, Manuela defendeu a construção de uma cidade mais atrativa para os empresários e para os turistas. Ela lembrou que Porto Alegre é movimentada pelos serviços e é necessário pensar ações de capacitação de trabalho. “Precisamos capacitar e pensar novos circuitos para que Porto Alegre entre na disputa por novos turistas. Conversei com empresários do quarto distrito e temos que criar uma rota cervejeira na Capital. As pessoas visitam Gramado e Canela e não passam uma noite aqui, não gastam. Temos que estimular que elas fiquem aqui e façam um tour, por exemplo”, disse. 

Sobre IPTU, Manuela falou que vai pedir para o prefeito Marchezan enviar um projeto, já na transição, para que a Câmara de Vereadores vote a suspensão do aumento do pagamento do IPTU 2021 para comércio, indústria e serviços. Segundo ela, “ a medida gera impacto de R$ 34 milhões para prefeitura no primeiro ano, mas juntos poderemos recuperar a economia para voltar a crescer. Sendo assim, os empresários não fecham seus negócios e garantimos a recuperação dos valores a médio e curto prazo”. 

0 0 voto
Qual sua nota para o conteúdo?

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

O que você pensa sobre isso?

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
0
Adoraria saber seus pensamentos, por favor, comente.x
()
x